politica de drogasNo governo interino tudo é caótico, desde a alteração nas estruturas dos órgãos e ministérios até as responsabilidades institucionais. A área da política de drogas está sendo um exemplo disso. O ministro Osmar Terra, mesmo não sendo o gestor responsável pela política de drogas no Governo Federal, tem feito intervenções que assustam a área e colocam em risco o tratamento e a vida de usuários de drogas.

Quando deputado, Terra foi autor de um projeto de lei que prevê aumento da pena para tráfico e internação compulsória de dependentes químicos. Ele também defende a ampliação do financiamento das comunidades terapêuticas, que invariavelmente se constituem em equipamentos privados e de orientação religiosa, que privatizam a saúde e pregam a cura pela conversão. A idéia inverte a lógica da Lei da Reforma Psiquiátrica e as atuais diretrizes do Política de Saúde Mental, colocando a internação e a abstinência como pilares do tratamento. Hoje, o tratamento tem base comunitária e tem como princípio a redução de danos dos pacientes. Essas pessoas precisam de tratamento e não de prisão.

Artigos:

Osmar Terra e o retrocesso na política de drogas

Notícias:

Valorizar comunidades terapêuticas e CAPS, objetivos do ministro Osmar Terra