pauta bombaDepois de anunciar um rombo de R$ 170 bilhões nas contas públicas, o governo interino de Michel Temer (PMDB) e sua base na Câmara concordaram com a aprovação de um megapacote de reajuste para o funcionalismo federal, com impacto de ao menos R$ 58 bilhões até 2019. Os reajustes beneficiam servidores de Executivo, Judiciário e Legislativo, além do Ministério Público. O maior impacto é no aumento do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal. O rendimento, que delimita o teto do funcionalismo, passou de R$ 33.763 para R$ 39.293.

O efeito cascata gerado em todo o Judiciário deverá, segundo o Ministério da Fazenda, ter um impacto de R$ 6,9 bilhões até 2019.

Sem fazer alarde, a Câmara aprovou junto com esse projeto a criação de 14.419 cargos federais, quase quatro vezes o número de postos comissionados que Michel Temer prometeu extinguir neste ano.

Notícias:

Com aval de Temer, Câmara aprova pauta-bomba de R$ 58 bi em reajustes

Temer comemora aprovação de pauta-bomba de R$ 58 bi em reajustes

Sem alarde, Câmara cria 14.419 cargos federais, quase quatro vezes o que Temer prometeu cortar

 

Governo Temer prevê deficit de R$ 170,5 bilhões no Orçamento